Teatro: Obra de Arte… viva

· AMIGOS
Autores

Teatro
Obra de Arte… viva


Com as suas origens na antiquíssima Grécia, o Teatro faz, desde então, parte integrante da nossa civilização ocidental. Ainda hoje as comédias e tragédias gregas desse tempo longínquo, quer na sua versão original, quer nas adaptações para o nosso tempo, continuam a ser representadas: o Teatro Maria Vitória, em Lisboa, tem em cena uma adaptação da “Assembleia das Mulheres, de Aristófanes, com título de “Mulheres ao Poder”.

Queremos dizer com isto que a arte, quase tão antiga como a nossa civilização, continua e continuará viva enquanto o homem tiver necessidade de exprimir sobre as tábuas de um palco toda a sua ansiedade perante a vida e a denunciar os defeitos e as contradições – que continuam a existir na nossa sociedade – e a escalpelizá-los em cena na tentativa de os corrigir ou, pelo menos, amenizá-los. Fá-lo umas vezes a rir – caso da comédia, como já o fizeram ao longo dos séculos grandes comediógrafos: Aristófanes, Plauto, Molière e tantos outros, outras, levando o público até à angústia – caso da Tragédia e do Drama – pela pena de grandes dramaturgos como Sófocles, Eurípides, Shakespeare, Racine, Corneille e do nosso António Ferreira com a sua belíssima tragédia “Castro”.

O certo é que, ao longo dos séculos, o Teatro permanece acompanhando as épocas em que vem sendo representado. Daí o ser sempre actual e… actuante – caso o deixem ser – razão pela qual nem sempre é benquisto pelos poderes instituídos…

O mais recente exemplo disso foi o de ter sido amordaçado aqui, em Portugal, pela temível Censura do antigo regime saído do 28 de Maio de 1926 e que durou até ao 25 de Abril de 1974. Quantas peças – verdadeiras obras-primas do Teatro Universal – não foram proibidas durante esse regime ditatorial que, para vergonha de todos nós, durou quase 50 anos!…

Felizmente porém, contra ventos e marés, o teatro nunca deixou de ser representado. Continua, todavia, a não ter uma vida fácil: a Cultura é incómoda e, ainda por cima, não traz dividendos… Por vezes é o público que não o acaricia devidamente, faltando com a sua presença. Daí a ter de viver de subsídios, quase sempre insuficientes – uma espécie de esmola que o Poder (democrático?) destina todos os anos a meia dúzia de companhias – quase sempre as mesmas – por todo o país.

Depois é preciso não esquecer que o Teatro tem cada vez mais concorrentes: Primeiro foi o cinema, mais tarde a televisão, depois os vídeos e agora já começa a ser a Internet…

Vem este arrazoado a propósito da tentativa (louvável) do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal de incluir o Teatro no plano das suas actividades, levando-o à grande maioria das Colectividades espalhadas pelo nosso concelho. Para já, patrocinou a criação do Grupo Cénico de Alenquer, constituído por alguns dos melhores amadores que, com a comédia “Anastácia & Companhia”, recém-estreada no Teatro Ana Pereira – Liga dos Amigos de Alenquer, esse Pelouro pretende dentro em breve, pô-lo a rodar numa “tournée” concelhia.

Além disso, há pelo menos outros dois grupos em actividade no Concelho: o de Aldeia Gavinha e o de URDA em Atalaia e que merecem igualmente o apoio do Pelouro da Cultura para que o teatro permaneça vivo no nosso Concelho. Oxalá!

A propósito: como a sede do Concelho não tem uma sala de teatro digna desse nome, visto que o Auditório Damião de Góis não é mais que uma sala de cinema, porque não transformar o enorme espaço da Chemina onde se projecta um ginásio, num salão polivalente apetrechado de um palco, onde o teatro (também) pudesse ter lugar?

Aqui fica a sugestão ao Pelouro da Cultura.



Manuel Gírio

in Jornal D’Alenquer, 1 de Fevereiro de 2000, p. 21
©Manuel Gírio (2000)
Autor teatral



Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s