Cabanas do Chão: Pesadelo em Cabanas ou Portugal vs Ucrânia

· AMIGOS
Autores

Cabanas do Chão

Pesadelo em Cabanas ou Portugal vs Ucrânia

A confusão começou devido a dois ucranianos quererem impedir a saída de umas jovens.

Portugal-vs-UcraniaNão… Não foi nenhum filme exibido numa sala de cinema, nem tão pouco um jogo de futebol. Foi sim mais um jogo de murros, pontapés e de um conjunto de acções muito feias. Tudo aconteceu no passado dia 4 de Fevereiro em Cabanas do Chão, tendo como palco um bar de nome “Cabanas Bar”, onde dois indivíduos de nacionalidade ucraniana, trabalhadores na construção civil e segundo algumas informações praticantes de boxe, no seu país, deram muito que fazer á população da terra.

A confusão começou por volta das 24 horas e por motivos apurados, tudo começou devido aos dois indivíduos, já com muito álcool no estômago, quererem impedir a saída de umas jovens, que se encontravam na sala do 1º andar do bar. Com a insistência das jovens para poderem sair e com a mesma insistência por parte dos ucranianos para que elas ficassem, gerou-se a confusão e começou o jogo de palavras e empurrões entre portugueses e ucranianos. Das palavras, dos empurrões até aos murros e pontapés, foi tudo muito rápido e… estava lançada a confusão. Mas a acção não ficou por ali, e da sala do bar até à rua foi só descer as escadas.

Bom aí era ver aqueles dois indivíduos, no meio do largo, defronte do bar, como se tratassem de dois bois enraivecidos à solta. Eles não viam nada nem ninguém, tudo o que aparecesse á frente servia para levar murros e pontapés, não respeitavam homens nem mulheres, nem mesmo os carros, os que estavam parados e os que eles obrigavam a parar. Durante pouco mais de uma hora foi vê-los a dar e a levar porrada, a destruir carros, até que já exaustos deixaram-se cair, e aí é que foi ver a descarga de raiva por parte daqueles que já tinham sido agredidos e prejudicados. A revolta popular foi tão grande, que os dois ficaram estendidos no chão, inconscientes e um pouco mal tratados.

Pouco mais de 20 minutos passaram até que um reanimador interviesse a fim de apurar as condições em que ambos se encontravam, sendo depois acompanhados ao hospital por forças do corpo da G.N.R. O resultado foi a sala do 1º andar do bar ficar praticamente semidestruída, estragos muito grandes em viaturas e pessoas incrédulas com algo nunca visto.

Agora pergunto eu… Quem vai pagar todos estes prejuízos, provocados por pessoas que estão ilegais no nosso país e sem a representação legal de uma embaixada… Quem?


Joao-Carvalho



©João Carvalho (2000)
in Jornal D’Alenquer, 1 de Março de 2000, p. 9

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s