“Segurança” em debate

· AMIGOS
Autores

“Segurança” em debate

O Vereador Guiomar, “manifestou o seu apreço pela importância do rigor das notícias transmitidas pela imprensa, pois só deste modo, prestam um bom serviço à sociedade”

seguranca-em-debate

A “Segurança” esteve em debate em Alenquer, nos Paços do Concelho no dia 27 de Março do corrente ano, numa reunião que contou com a presença de Álvaro Pedro, Presidente da Câmara Municipal de Alenquer, do Governador Civil de Lisboa, do Coronel da Guarda Republicana do Destacamento Territorial de Loures, do Coronel Duarte, do Presidente da Câmara do Cadaval, do vice-presidente da Câmara de Azambuja e do Capitão do posto da GNR local, dos Vereadores dos Pelouros da Acção Social, Educação, Protecção Civil, do Presidente da Assembleia Municipal e do Vereador José Manuel Catarino.

Foram abordados aspectos pertinentes, tais como: a criminalidade, delinquência juvenil e segurança rodoviária.

Ficou claro pelas palavras do Coronel Ramalho que “a criminalidade tem várias vertentes, nomeadamente o crime contra as pessoas, o património, a vida e sociedade, e o Estado. A segurança deve ser entendida como um todo e cabe a um de nós, como cidadãos conscientes, o papel de estarmos em alerta a fim de evitar, sempre que possível, este tipo de ocorrências”. Segundo as estatísticas relatadas, “a criminalidade tem-se mantido sem alterações significativas nos anos 1998/99“, acrescentando ainda “que é importante a rentabilização dos meios ao alcance, pois o fenómeno segurança envolve-nos a todos devendo existir uma interdependência, numa acção de cooperação e parceria”.

O Presidente Álvaro Pedro, mostrou-se preocupado em relação ao futuro. “É necessário mais protecção nas escolas. É importante mais agentes para vigiar a segurança dos jovens que frequentam os estabelecimentos de ensino”. Colocou também a questão da “abertura do posto da GNR na Merceana, que se concretizará brevemente”.

O Governador Civil de Lisboa, mostrou-se satisfeito com o factor criminalidade/instabilidade e aponta como exemplo “a Expo 98 onde estes aspectos ocorreram em grau pouco significativo”. Referiu ainda, que é “imprescindível a construção de infra-estruturas em relação ao aeroporto de Ota, na realização de espaços económicos, sector comercial e industrial. Todos estes fenómenos irão ter a força da protecção civil”.

Ainda na sequência do tema principal do debate, a segurança, o vice-presidente da Câmara Municipal de Azambuja, mostrou-se “interessado e decidido na remodelação do posto de Manique”.

A preocupação apresentada pelo Presidente da Câmara do Cadaval, incidiu na “importância da existência de um maior número de agentes para o posto da GNR”.

O Vereador Maurício, mostrou-se satisfeito “com as boas relações que a autarquia tem mantido ao longo do tempo com a GNR”, factor que considera de grande importância, pois este relacionamento tem contribuído fortemente para a segurança e estabilidade do nosso Concelho”. Referiu ainda a “preocupação intensa que este município tem tido na criação de espaços de lazer para os jovens”.

O Vereador Guiomar, “manifestou o seu apreço pela importância do rigor das notícias transmitidas pela imprensa, pois só deste modo se presta um bom serviço à sociedade. Dignidade e seriedade na informação, foram os aspectos que mais realçou na sua intervenção”.

O debate, terminou pelas 12h 30m, tendo ficado bem evidente as relações cordiais entre os intervenientes, o interesse e preocupação comuns pelo assunto: a segurança.



Carla-Estevam



Carla Estevam (2000)
in Jornal D’Alenquer, 1 de Maio de 2000, p. 10

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s