Distinção: um desafio para os programadores culturais

· Académicos, OPINIÃO
Autores



Distinção: um desafio para os programadores culturais

programadores_culturaisAté ao derradeiro instante da redação deste simples trabalho sobre programadores culturais, mantivemos a incerteza quanto à utilização do termo «distinção», tal a ambiguidade especulativa usada com este conceito. Por fim, lá “acedemos” aos dons retóricos de Pierre Bourdieu e utilizamo-lo, e como âncora do nosso trabalho igualmente aproveitamos o estudo «A dinâmica dos campos”, quarta secção de «A Distinção – Critica Social do Julgamento» desse autor francês. .

Optámos por utilizar o termo «distinção» por entendermos que é um desafio desmedido para o programador cultural confrontar-se amigavelmente com as várias distinções possíveis originadas nos diversos espaços existentes na sua órbita de ação. Sobretudo a «distinção» manifestada pelas diferenças sociais num espaço onde as «classes» “só existem virtualmente”, no dizer de Bourdieu.

É um desafio para o programador cultural, tanto mais que a programação, como metáfora do poder, oferece outros reptos de interesse ao programador. Igualmente terá que se confrontar com o controlo do espaço, devido à emergência de novas condições de representação artística, também através da tecnologia, que contrapõe o tradicional modo de exposição até aqui, ou seja, o museu e o teatro.

VER O TRABALHO COMPLETO:

A Distinção, um desafio


©Hernâni de Lemos Figueiredo (2012)

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s