XIX Feira da Ascensão (Álvaro Pedro)

· AMIGOS
Autores

XIX Feira da Ascensão

Pede-me o Jornal D’ Alenquer um depoimento sobre a Feira da Ascensão, numa altura em que decorrem os preparativos para a organização da XIX edição da mostra das principais potencialidades do nosso tecido sócio-económico e sócio-cultural.

É com gosto que atendo à solicitação deste novel jornal, na medida em que se me oferece interessante e pertinente evocar os passos que foram sendo dados, ao longo dos 19 anos já volvidos desde que intentámos e levámos à prática a realização da I Feira da Ascensão, corria o ano de 1982.

Como é sabido, o certame, naquele ano e nos seguintes, foi realizado inteiramente dentro da Vila – no local onde hoje estão edificados o Palácio da Justiça e o Centro Comercial “Alen-Kerk”. Aproveitavam-se as lojas (ainda devolutas) da Rua Sacadura Cabral até ao restaurante do “Bichezas”, cedidas graciosamente pelo proprietário, a título de empréstimo; o matadouro; a praça e, fundamentalmente, as ruas.

Era uma feira “caseira”, feita dentro da Vila, e terá sido esse talvez o motivo porque obteve sucesso, desde logo, e se cimentou nos hábitos culturais dos alenquerenses. A Feira, então, bem pequena –se comparada com a actual – encheu de alegria e entusiasmo os empresários, colectividades, autarcas, pintores, artistas, atletas, enfim, um leque substancial de concidadãos que não deixaram, desde então, que a chama acesa naquele ano se apagasse. E, ano após ano, foram surgindo factores dinâmicos que acabaram por conduzir o certame à dimensão que hoje detém.

Há quem diga, com alguma nostalgia, que as feiras antigas eram melhor conseguidas porque estavam mais humanizadas. É uma opinião com a qual poderemos até concordar, mas o que é certo é o facto da Feira ter crescido e isso terá implicado, naturalmente, novas exigências de qualidade e profissionalismo.

Hoje a Feira da Ascensão ocupa o terrado do Parque Municipal de Exposições, o pavilhão “central” e a Romeira.

Este espaço é extenso, se colocado todo lado a lado – recordo que a Romeira tem 6 naves grandes que são utilizadas por cerca de 80 expositores dos mais variados ramos, num total de 150/200 que expõem na Feira.

A referência a esta circunstância tem o objectivo de chamar a atenção para um facto – é que a Feira de 1982 serviu de locomotiva para o “alargamento da área de animação da Vila”. Foi a partir daí que se criaram dinâmicas condutoras para a compra, pelo município, da antiga fábrica da Romeira, da Horta d’El Rei e, mais recentemente, do espaço utilizado para parque de estacionamento em frente às piscinas municipais.

É pois com alegria que evoco, neste depoimento, a decisão tomada pela Assembleia Municipal e Câmara Municipal de se instituir o certame.

Como digo atrás, a Feira hoje tem contornos diferenciados, assim como diferente é o concelho relativamente há 20 anos. Evoluímos, acompanhámos o progresso e o bem-estar geral que se instalou na generalidade do país e, é debaixo desta tónica, que surge a Feira do ano de 2000.

A Comissão da Feira, no seu esforço de ampliar e trazer ao certame as novas empresas que entretanto se instalaram no concelho, endereçou-lhes, em tempo oportuno, o convite à sua participação, já que assim se dará substância aos princípios porque se norteia o certame. Isto é, o de promover a divulgação e apresentação das actividades industriais, comerciais e de serviços, aliando-as à componente social. Tem sido um esforço só conseguido, em parte, na medida em que as unidades em questão apostam mais no mercado nacional e internacional, deixando para terceira mão o aspecto local. É uma atitude que vamos continuar a combater e a tentar modificar, por razões óbvias.

Há algumas críticas que nos chegam quanto ao modo de concepção da Feira, pois que aparentemente está a ser repetitiva, quer na forma de se localizarem os expositores quer, ainda, no tocante à animação. O facto, porém, é tão simples quanto isto: as empresas presentes na Feira são aquelas que colaboram, e participam, no objectivo de divulgar o que de bom temos no município e as colectividades presentes, bem como as demais associações participantes habituais na Feira, são também aquelas que temos e, a qualquer destes componentes, importa que se agradeça e louve o espírito de entreajuda existente.

Naturalmente que procuramos mudar sempre algo na Feira. Neste ano, por exemplo, vamos ter a abrir o certame um grupo musical, conhecido a nível nacional. O objectivo é o de trazer todos – novos e “menos novos” – à Feira e presenteá-los com artistas qualificados. Na sexta-feira volta a haver um novo agrupamento de música – de nível nacional. Teremos, depois, nos restantes dias, a habitual “prata da casa” – bandas de música ligeira, ranchos folclóricos, bandas filarmónicas, ginástica, atletismo, enfim… o grande contributo de muita gente que ali vem com o único propósito de participar.

Creio que numa abordagem sintética, o essencial estará dito e é com base nesta leitura que endereço a todos os leitores do Jornal d’Alenquer, o convite no sentido de se deslocarem à Vila de Alenquer e aqui conviverem connosco. Nós temos um dia especial, dedicado ao visitante: a noite da sardinhada, que neste ano ocorre a 3 de Junho, a partir das 24H00. Uma boa ocasião para virem à Vila Presépio receber um abraço de amizade de todos os alenquerenses.


VER TAMBÉM;

Feira da Ascensão: O grande desafio (Hernâni de Lemos Figueiredo, director do Jornal D’Alenquer)
Feira da Ascensão: Memorial
Feira da Ascensão: Actividades Económicas
Feira da Ascensão: Um relance histórico de Alenquer
XIX Feira da Ascensão (Luís Rema, Vereador das Feiras da Câmara Municipal de Alenquer)
XIX Feira da Ascensão (Vladimiro de Matos, Presidente da Direcção da ACICA)




©Álvaro Pedro (2000)
Presidente da Câmara Municipal de Alenquer
in Jornal D’Alenquer, 1 de Junho de 2000, p. 23

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s